A Câmara Municipal foi palco, na última sexta-feira (27), da Audiência Pública de Prestação de Contas da Secretaria Municipal de Saúde. Na ocasião, foi apresentado o relatório anual de gestão, referente ao ano de 2014, conforme determinação da Lei Complementar Federal nº 141, de 2012.

O organograma da secretaria, que hoje se divide em Atenção Básica, Atenção Especializada, Ações Programáticas, Urgências e Emergências, Atenção Hospitalar, Vigilância em Saúde, Assistência Farmacêutica, Gestão em Saúde e Infraestrutura Assistencial, foi detalhadamente explicado, assim como os gastos efetuados para a realização das ações nele previstas, que somaram um total de R$ 76.317.384,06, sendo R$ 20.820.039,86 oriundos de recursos próprios. Somente ao Hospital Regional Darcy Vargas, foram repassados R$ 20.696.291,16.

Em 2014, a rede municipal de saúde (que hoje conta com 1.113 funcionários), em parceria com os governos federal e estadual, foi responsável pela inauguração de uma Clínica da Família e dos postos da Estratégia Saúde da Família (ESF) de Boa Esperança, 2º distrito de município, e dos bairros de Cajueiro e Viçosa, além das obras de ampliação do posto do Basílio, 3º distrito do município, de reforma das unidades dos bairros de Parque Andréa, Rio Vermelho, Monteiro Lobato e Nova Cidade e de reforma e ampliação do posto do bairro da Praça Cruzeiro. A previsão é que os bairros do Ipê, Parque Indiano e Catimbau sejam os próximos a serem beneficiados com a construção de novas unidades da ESF.

O secretário de Saúde, Anselmo Ximenes, parabenizou a equipe da secretaria pelos trabalhos desenvolvidos até o momento, e fez questão de apontar a união e seriedade do grupo como razões principais para o sucesso das ações implementadas pela rede. “Em 2013, quando se iniciou a atual gestão, Rio Bonito passava por um surto de dengue, e apresentava, proporcionalmente, o maior índice de casos registrados da região Metropolitana 2. Graças ao trabalho realizado pela equipe de Vigilância em Saúde, em parceria com outras secretarias, como as de Educação, Obras e Desenvolvimento Urbano e Habitação, em 2014 as ações de prevenção foram bem feitas, e pouquíssimos casos da doenças foram registrados”, destacou o secretário, que também fez questão de apontar o alto número de atendimentos (89.606) realizados pela Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município como outro ponto de destaque do trabalho realizado pela secretaria, durante o ano.

Por Rodrigo Stutz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *