Mais um agradável passeio pelas encantadoras paisagens de Rio Bonito está na pauta do projeto “Rota do Turismo”, da Secretaria de Turismo. O destino da vez é novamente o bairro de Tomascar (que faz divisa com Tanguá), porém com um novo percurso: a rota dos quilombolas.


Toda a população está convidada para, no próximo dia 19 (sábado), trazer o seu veículo, juntar-se ao grupo de aventureiros, na Praça Fonseca Portela, no Centro, às 8:30h, e embarcar nessa viagem pela história do município.


De acordo com o secretário de Turismo, Newton Almeida, o roteiro valoriza tanto a história como a cultura dos povos afrodescendentes, que muito contribuíram para a construção da cidade de Rio Bonito.


– Registros documentais e relatos apontam que, em Rio Bonito, existiu ao menos um quilombo. A sua localização e outros atrativos turísticos serão apresentados durante a rota utilizada pelos quilombolas, em direção à Tomascar, centenas de anos atrás. Ao chegarmos na localidade, faremos uma parada para almoçarmos no famoso restaurante da Marilene Rosa, no qual a comida típica e tradicional da roça é feita no fogão de lenha – destacou.



 

Por meio do projeto, que tem atraído a visita de pessoas de outros municípios e ajudado a resgatar a história local e a difundir as belezas naturais de Rio Bonito, a Prefeitura Municipal também tem, consequentemente, impulsionando a economia local, o que, segundo o secretário, sempre foi um dos objetivos a serem alcançados com a iniciativa.


– Rio Bonito é uma cidade limpa, segura e muito próxima dos grandes centros do estado. Por ano, aproximadamente 15 mil pessoas visitam nosso município. A partir do momento que existe um esforço conjunto do poder público e o privado, não só o turismo, mas muitas outras áreas começam a se desenvolver – acrescentou Almeida.


O projeto “Rota do Turismo” teve início em Maio deste ano, com o passeio de Buggy e automóveis similares pela rota histórica dos tropeiros, cujo destino também foi Tomascar. Ao todo, 16 veículos do município, Maricá, Niterói, Araruama e Rio de Janeiro concluíram o trajeto, que também incluiu a rampa da asa-delta de Sampaio Correia, na divisa com Saquarema.


Em Junho, o destino foi o bairro de Lavras, famoso por suas quedas d’água. No percurso, os turistas de Araruama, Iguaba Grande, Tanguá e Itaboraí puderam conhecer a Praça do Green Valley, o Parque Natural Municipal Verde Vale, o Parque da Caixa d’Água e o Mirante da Bela Vista. No mês de Julho, foi a vez do bairro de Braçanã de Cima ter sua rota explorada pelo projeto.


Participante do primeiro encontro, o engenheiro civil Almir Cardoso, de Niterói, afirmou ter ficado maravilhado com as belezas naturais do interior do município.


– Foi um dia de muita paz e ar puro. Com a correria do dia a dia, esquecemos de valorizar momentos como aqueles. Ao fim do passeio, estava com as energias renovadas – lembrou.


Em parceria com o grupo Amigos da Trilha, a Secretaria de Turismo também promoveu, no dia 29 de Agosto, o primeiro Passeio Turístico de automóveis Off Road de Rio Bonito. Na ocasião, turistas de diversos municípios do estado, como Rio de Janeiro, São Gonçalo, Niterói, Petrópolis, Nova Friburgo e Araruama percorreram as trilhas de Braçanã.

 

Por Rodrigo Stutz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *