Em Audiência Pública realizada na Câmara Municipal, na noite desta segunda-feira (5), a Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedecon), avaliou, junto de algumas lideranças empresariais de Rio Bonito, a aplicação da Lei Complementar nº 1980/2014, que institui normas para abertura, alteração e funcionamento de micro e pequenas empresas no município. Propostas de fomento aos pequenos negócios também foram ouvidas.

De acordo com o secretário responsável pela pasta de Desenvolvimento Econômico, Sebastião Moreira, a legislação municipal facilita a abertura e o crescimento das pequenos empresas do município, sem a exigência dos entraves burocráticos desnecessários.

– Chegamos à conclusão que não há necessidade da lei ser alterada. Na verdade, muitos pontos dela ainda precisam ser explorados pelo empresariado local, que, entre outras coisas, precisa trabalhar mais em conjunto, trocar ideias e participar de instituições sérias, como a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e a Associação Comercial e Industrial de Rio Bonito (Ascirb). O poder público não é um empecilho para o empresário abrir o seu negócio, visto que tem criado condições favoráveis ao desenvolvimento econômico local, tanto por meio de vantagens oferecidas quanto por meio da realização de reuniões como esta, que tem por finalidade estreitar a relação entre os dois setores. Mas infelizmente a mobilização por parte do empresariado ainda é pequena – acrescentou.

Para a prefeita Solange Almeida, Rio Bonito é uma cidade que possui vocações a serem exploradas, como o Turismo, porém os empresários precisam acreditar mais em seu potencial.

– O comércio local é o maior empregador do município. Pensando na importância dessa geração de renda, esta gestão criou a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, para que o empresariado tenha as melhores condições possíveis de se desenvolver. Por isso buscamos sempre ouvir suas demandas e sugestões, promovendo fóruns, como o de hoje. Mas também é preciso que o microempresário queira, acredite no potencial de seu negócio e se prepare para participar das licitações da Prefeitura, por exemplo. Dessa forma, iremos aquecer o mercado interno – destacou.

Também estiveram presentes na Audiência Pública, o presidente da Ascirb, Geison Demier; o presidente da Associação de Contabilidade de Rio Bonito, José Américo dos Santos; o chefe de fiscalização da Secretaria de Fazenda, Marco Aurélio Alves; o secretário de Administração, Marco Aurélio Miguez; o professor e administrador Murilo Balbino; o chefe de gabinete, Waldir Júnior e o procurador geral do município, Gustavo Lopes.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *