Na última quinta-feira (1), a escritora e bibliotecária riobonitense Maria do Carmo Soares Cordeiro foi empossada na Academia Fluminense de Letras (AFL), na Cadeira número 9, que antes pertencia a outro renomado representante da literatura do município, o jornalista, poeta e escritor Leir Moraes (que cujo paraninfo é o também riobonitense B. Lopes), que faleceu no último dia 13 de Junho. A solenidade foi realizada na sede da AFL, no Centro de Niterói.

Saudada pela poeta Alba Helena Corrêa, durante sua posse, Carminha Cordeiro é, ao lado de poetas e escritores como Júlia Cortines, Hélio Nogueira, Ângelo Longo, B. Lopes e Leir Moraes, umas das maiores referências do setor cultural do município.

– A nossa cidade, às vésperas do Dia Municipal da Cultura, ganhou um presente com o reconhecimento merecido da Academia Fluminense de Letras ao expoente cultural que é Carminha Cordeiro. Sua obra é de extrema importância para o enriquecimento, a preservação e difusão da cultura riobonitense – disse a secretária de Cultura do município, Rosilane Matos.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *