A secretaria de Saúde de Rio Bonito realizou nesta quinta-feira (22) uma capacitação sobre prevenção, principais sintomas e tratamento da hanseníase,  destinado a médicos e enfermeiros da Estratégia Saúde da Família do município. O evento contou com a participação da Coordenadora do Programa  de Hanseníase do Município,  Teresinha Vieira. A médica dermatologista Sandra Maria Barbosa Durans, professora de dermatologia da Universidade Federal Fluminense (UFF) e  do Departamento  de Hanseníase  da Sociedade  Brasileira  de Dermatologia (SBD), ministrou a palestra realizada na Câmara Municipal, no Centro.

A hanseníase é uma doença crônica infecciosa que afeta principalmente a pele, os nervos periféricos, a mucosa do trato respiratório superior e os olhos. Pode causar incapacidades e deformidades físicas. A transmissão da bactéria Mycobacterium Leprae se dá por meio das vias aéreas superiores. A enfermidade tem cura e o tratamento em estágio inicial evita deficiências. A informação ainda é a melhor arma contra a doença. Aos primeiros sinais (manchas pelo corpo com ausência de sensibilidade), a pessoa deve procurar uma unidade de saúde mais próxima o quanto antes, pois quanto mais rápido for detectada, mais fácil será o tratamento.  O Programa de Hanseníase em Rio Bonito funciona no Ambulatório Municipal Manoel Loyola Junior, na Mangueirinha.

“A hanseníase é uma doença silenciosa  que muitas das vezes acomete os pacientes  sem perceber que esta doente.  Um dos objetivos da capacitação é diminuir a carga de hanseníase nas cidades com a ampliação do trabalho de descoberta de casos novos e a educação permanente para os profissionais da Saúde”, afirma Dailane Magalhães, Coordenadora do Ambulatório Loyola.

Sinais e sintomas mais comuns da hanseníase:

Texto: Denilson Santos
Fotos: Galileu

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *