A Superintendência de Infraestrutura e Serviços de Transporte Ferroviário de Cargas da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), publicou uma portaria esta semana autorizando a implantação do projeto de urbanização e construção de uma ciclovia entre os quilômetros 97 e 108 da malha ferroviária que corta o centro da cidade. O município vem trabalhando desde o ano passado na liberação da obra junto a Ferrovia Centro Atlântica (FCA), que é responsável pelo trecho da linha. A boa notícia foi divulgada pelo deputado federal Júlio Lopes, que se reuniu com o prefeito José Luiz Mandiocão e vários secretários na segunda-feira (26). Rio Bonito foi o primeiro município no Estado do Rio de Janeiro a conseguir esse tipo de concessão.

“Depois de muita luta, a FCA deu o nada opor a Agência Nacional de Transporte Terrestre, que regula e fiscaliza as concessionárias. Agora dentro de 10 dias será feito um contrato formalizando essa concessão, tornando o município apto a intervir naquela área, respeitando os ditames contratuais. Depois da assinatura do contrato,  o próximo passo é buscar os recursos para realizar a obra prevista no projeto”, explica o prefeito José Luiz  Mandiocão.

Durante todo esse processo, o prefeito também contou com o apoio do deputado federal Júlio Lopes, que foi fundamental para a liberação da concessão do trecho da linha férrea. Ele que já foi secretário estadual de Transportes, desde o ano passado vem orientando e colaborando de maneira efetiva com os técnicos da prefeitura para o sucesso deste trabalho.

“Estou vendo as necessidades de Rio Bonito e tenho que parabenizar o prefeito pelas ações de incentivo ao desenvolvimento da cidade e da economia local. Uma ciclovia aqui realmente trará mais mobilidade para a população daqui, principalmente para o Condomínio industrial que gera empregos para o riobonitense. Vamos ajudar o prefeito e colocar esse projeto para andar”, declarou o deputado.

Mobilidade Urbana – Segundo o prefeito José Luiz Mandiocão, Rio Bonito precisa melhorar a sua estrutura urbana, com a criação de espaços para estacionamento e para uma boa caminhada. Com esse projeto utilizando o traçado da linha férrea, ele acredita que vai favorecer as duas coisas.

 “A idéia é urbanizar esse trecho da antiga linha férrea, garantir iluminação, construir uma ciclovia do Basílio à Mangueira. No Centro precisamos urbanizar a área e criar um estacionamento adequado, que melhore a mobilidade urbana da cidade”, afirmou o prefeito.

Texto: Denilson Santos

Fotos: César Augusto Galeão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *