Dia Mundial sem Tabaco foi comemorado nesta quinta-feira (24) com evento no Ambulatório Municipal Manoel Loyola Junior, na Mangueirinha, onde funciona o Programa Municipal de Controle ao Tabagismo.  A comemoração foi antecipada, pois dia 31 de maio é feriado de Corpus Chisti.  O evento contou com uma palestra do médico geriatra Dr. Arquimedes Torres de Lima, sobre as doenças decorrentes do consumo de derivados do tabaco, que causa dependência química, emocional e comportamental, trazendo riscos à qualidade de vida individual e coletiva.

Este ano a Organização Mundial da Saúde (OMS) escolheu o tema “Tabaco e Doença Cardíaca” para celebrar o Dia Mundial Sem Tabaco, comemorado em 31 de maio, e o Dia Nacional de Combate ao Fumo (29 de agosto).  Com o slogan “Com o coração não se brinca. Faça a melhor escolha para a sua vida: não fume!”, a campanha tem o objetivo de alertar a população brasileira quanto aos danos sociais, políticos, econômicos e ambientais causados pelo tabaco, visto que o uso do tabaco é uma das principais causas de infarto, angina e acidente vascular cerebral (AVC).

Tabagismo causa câncer e infarto segundo OMS – A campanha alerta para a ligação entre tabaco e doenças cardiovasculares (DCV), incluindo acidentes vasculares cerebrais, que, combinados, são as principais causas de morte do mundo (17,7 milhões de pessoas por ano). De acordo com a OMS, 7 milhões de pessoas morrem anualmente pelo tabagismo; destas, 900 mil são vítimas de fumo passivo. São associadas até 50 doenças ao tabagismo, envolvendo, principalmente, infartos, câncer e doenças respiratórias obstrutivas, que compõem as causas mais recorrentes de morte por doença no Brasil. Além disso, estudos apontam que até 90% dos casos de câncer de pulmão está relacionado ao consumo de tabaco, sendo que a o câncer pulmonar é o tipo da doença que mais mata no Brasil.

Reportagem: Denilson Santos

Fotos: Galileu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *