Em agosto de 2017 as professoras Mary Lucy e Marialva assumiram a direção do Colégio Municipal Maurido kopke e desde então buscam uma gestão onde a educação seja baseada na disciplina e afeto, para a realização desse lema a parceria com a família, a Secretaria Municipal de Educação, o Conselho tutelar e a Guarda Municipal tem sido imprescindível. Buscamos estar junto à família para que elas participem efetivamente do nosso trabalho, trazendo sugestões e criticas, pois através dessas opiniões construímos nosso trabalho.

No dia 27/06 às 11h31, após a saída do 1º turno alguns alunos estavam no pátio brincando e conversando, quando dois alunos iniciaram uma briga, ambos do 9º segmento e da mesma faixa etária (10 anos), a briga segundo relato dos alunos foi por conta do jogo de bolebas – bola de gude – onde um xingou o outro. Depois dos xingamentos começaram a brigar fisicamente, um aluno deu uma “gravata” e o outro um “soco” no rosto do colega próximo ao olho, na mesma hora a coordenadora de turno e o inspetor responsável pelo pátio conduziram as crianças até a direção que socorreu o que levou um soco colocando gelo no local e o outro encaminhou a equipe de orientação educacional para que conversasse sobre o ocorrido.

Imediatamente tentou-se entrar em contato com os responsáveis por telefone, sem sucesso pois os números não estavam atualizados. A vice diretora então solicitou que um grupo fosse a casa do aluno que deu o “soco” e ela mesmo junto ao irmão mais velho (que também é nosso aluno) foi até a residência buscar a responsável. Ao chegar na escola os responsáveis foram informados de todo o ocorrido e dos procedimentos já tomados por esta escola. Os responsáveis de forma cordial, entenderam que infelizmente não deveria, mas é um tipo de situação que acontece em escola. A vice diretora solicitou que o menino fosse levado ao hospital pois o ‘soco” foi próximo ao olho e a mãe não viu necessidade, no entanto devido a insistência da vice diretora a mesma concordou e foi acompanhada de uma de nossas professoras.

No dia seguinte as 7h30 a diretora, a vice diretora e a orientadora educacional do 1º segmento receberam as duas responsáveis, onde assistimos o vídeo. As imagens deixaram claro que não houve uma agressão brutal, o que ocorreu foi uma briga entre duas crianças, onde uma deu um soco numa parte da face onde é muito sensível e por muito pouco luxa. Recebemos também as irmã do menino que levou o ‘soco” e a direção esclareceu todo o ocorrido.

Todo os fatos relatados estão registrados em ata e assinado por cada pessoa aqui citada, o relato do fato está gravado em vídeo pois há quinze dias mais ou menos a escola instalou câmeras na área externa. Como diretora dessa escola desde 2017 quero afirmar que tudo o que compete a escola foi feito e tem sido feito por cada aluno aqui matriculado. Que nossa competência é estar ao lado do que levou o ‘soco” mais também do que deu (me nego a tratá-los como agressor e agredido). São meninos bons que brincam e brigam como qualquer outra criança. Que na próxima semana provavelmente continuariam brincando de novo. Não são vândalos, nem delinquentes. São alunos, são crianças da mesma idade. Esclarecemos também que seguimos os tópicos das Normas Disciplinares, o aluno foi advertido verbalmente e suspenso por três dias (o que deu o soco) e o outro menino que segundo relato dos familiares terá que fazer uma tomografia computadorizada, assim que tivermos o pedido da mãe em mãos tomaremos as providencias necessárias para que o mesmo seja realizado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *