A secretaria de Educação realizou nessa terça-feira (30), mais uma formação continuada para os professores do 1° ao 5° anos do Ensino Fundamental. O evento contou com uma palestra sobre ”Práticas Inspiradoras no Ensino da Matemática”, ministrada pelo professor de matemática, Calebe Motta, e contou com a participação de cerca de 150 profissionais de ensino. O encontro, organizado pela Coordenação Articuladora do Departamento de Ensino da Semec, tem o objetivo de aprimorar o trabalho dos profissionais que atuam no setor.

A formação continuada é considerada fundamental para o exercício da prática pedagógica e para o desenvolvimento profissional dos participantes, em prol de uma maior articulação entre teoria e prática. O seu objetivo é formar profissionais competentes, dotados de uma fundamentação teórica consistente e com capacidade de análise e reflexão crítica acerca de todos os aspectos que compõem e influenciam o contexto escolar. O trabalho está sendo orientado pelas coordenadoras articuladoras Sheila Gouveia, Mônica Duarte e Karla Moreno.

Segundo a secretária de Educação, Wanderlúbia Antunes, a formação continuada de professores em Rio Bonito é um processo permanente e constante de aperfeiçoamento dos saberes necessários à atividade profissional. Tem o objetivo de assegurar um ensino de qualidade cada vez maior aos alunos.

“Mais do que nunca, o educador deve se manter atualizado e bem informado não apenas em relação aos fatos e acontecimentos, mas, principalmente, em relação à evolução das práticas pedagógicas e às novas tendências educacionais”, afirma a secretária de Educação, Wanderlúbia Antunes.

Os benefícios – Quando o docente busca se aprimorar, ele abre espaço para novas práticas educacionais e com isso dá um novo significado ao espaço escolar. Assim, as práticas de aulas desatualizadas, caracterizadas por uma linguagem diferente daquela dos alunos, serão repensadas. Com isso, a dinâmica de aula melhora, bem como o engajamento dos alunos e a motivação destes com o processo de aprendizagem.

“O educador que busca a evolução constante das suas competências desenvolve, por exemplo: didáticas de aulas mais dinâmicas na transmissão do conteúdo das disciplinas; maior engajamento dos alunos em atividades de aprendizagem; detecção mais fácil das dificuldades de aprendizagem e construção de novas estratégias para contorná-la”, explica o professor Calebe Motta.

Texto e fotos: Denilson Santos

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *