A prefeitura de Rio Bonito deu mais um importante passo para aumentar a participação da agricultura familiar na economia local. Foi lançado nessa segunda-feira (1/7) o Projeto Cultivando o Futuro, que tem o foco na agricultura familiar e no escoamento da produção agrícola do município. Além de ampliar a participação dos produtores rurais no fornecimento da merenda escolar, o projeto atua em conjunto com a Emater/Rio, entre outros parceiros, para alavancar a agricultura e o desenvolvimento econômico da cidade. O evento, que aconteceu numa propriedade rural na localidade de Rio Seco, contou com a presença da secretária de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Daniele Rodrigues, da secretária de Educação, Wanderlúbia Antunes, além da Supervisora local da Emater, Delaine Alves, do Coordenador do Serviço de Inspeção Municipal (SIM), Ricardo Oliveira, e produtores rurais, entre outros.

Durante o evento, foram apresentados os técnicos agrícolas da Emater, que darão todo suporte de acordo com a demanda e necessidade do produtor, a coordenação do Serviço de Inspeção Municipal (SIM), que vai atestar a procedência e qualidade dos produtos, além dos quatro tratores e a retroescavadeira que estarão à disposição dos produtores.

“O foco é aumentar a participação do produtor na economia local, dando todo suporte desde o tratamento do solo até o momento da colheita e escoamento da produção”, afirma supervisora da Emater/Rio.

Segundo a secretária de Agricultura, Daniele Rodrigues, além de garantir todo apoio técnico e logístico para os agricultores, a prefeitura também vai colocar em prática, no decorrer do ano, mais dois projetos para impulsionar e agregar valores ao produtos da agricultura familiar.

“Cerca de 30% dos produtos da agricultura familiar já são destinados à merenda escolar. Agora o nosso foco é certificar esses produtos, criando um selo de fiscalização local e, desta forma, ampliar o mercado consumidor. Além disso, vamos criar uma feira municipal exclusiva para vender esses produtos”, afirma Daniele.

Agricultura Familiar – A secretária de Educação, Wanderlúbia Antunes, destacou a importância da Agricultura Familiar que fornece alimentação nutritiva aos estudantes da educação básica e melhora a vida de agricultores familiares com a venda dos produtos que são servidos nas escolas.

“A importância de se estabelecer um contato direto com os agricultores familiares para verificar origem e qualidade dos produtos é fundamental nesse ciclo entre a produção e o consumidor final. Antes as pessoas compravam os produtos no Ceasa para vender como se fosse da agricultura familiar. Hoje isso não acontece porque temos uma comissão que fiscaliza e acompanha todo o processo. O nosso objetivo é ter cada vez mais agricultores como nossos parceiros”, garante Wanderlúbia.

Desenvolvimento Econômico – Os membros da comissão do Programa Municipal de Alimentação Escolar, fazem visitas periódicas aos agricultores que participam da Chamada Pública para a aquisição de produtos da Agricultura Familiar. Quiabo, alface, maxixe, jiló, aipim, laranja, banana são alguns desses produtos que são adquiridos e fazem parte do cardápio que são servidos nas escolas.

O prefeito José Luiz Mandiocão ressaltou a necessidade urgente de avançar em políticas públicas de desenvolvimento econômico.

“Em Rio Bonito estamos com boas perspectivas para realizar um trabalho que renda frutos para o futuro. Somos ricos em terra fértil e em água para produzir. Agora o agricultor só precisa de incentivo e estrutura para plantar e vender esses produtos”, declarou o prefeito.

Texto: Denilson Santos

Fotos: Galileu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *