Investir na piscicultura, principalmente na produção de tilápia, pode ser uma alternativa lucrativa para pequenos produtores e comerciantes. Para orientar e incentivar o fortalecimento do setor em Rio Bonito, a secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico promoveu nessa terça-feira (17) um curso de capacitação na área de piscicultura, coordenado pelo técnico da Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (Fiperj), Paulo Roberto Fonseca Gonçalves Vianna, no Pesque e Pague Dois Irmãos, em Lavras. A iniciativa visa capacitar os produtores, promovendo o acesso à técnicas de cultivo agroecológicas e implantar culturas diferentes na produção rural do município. O encontro contou com a presença do prefeito José Luiz Mandiocão, do vereador Luís Humberto Pimenta, além da secretária de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Daniele Rodrigues, e da Supervisora local da Emater, Delaine Arneiro, entre outros.

O Termo de Cooperação Técnica (TCT) assinado em fevereiro entre o prefeito José Luiz Mandiocão e o presidente do Fiperj, Vicenildo Medeiros, tem como objetivo fornecer aos pequenos produtores conhecimento e suporte das atividades, os processos de legalização e principalmente o acesso às linhas de crédito disponíveis para o desenvolvimento das atividades de psicultura e aquicultura em Rio Bonito.

“Além das palestras de capacitação, os produtores que já trabalham com criação de peixes ou desejam iniciar na atividade, serão auxiliados em todas as etapas da produção, desde a regulamentação, financiamento, venda e escoamento dos produtos, pelo técnico da Fiperj, que vai atuar no município”, explica o prefeito.

Novas Culturas – Esse é o terceiro evento fruto da parceria entre a secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico e a Emater-Rio para impulsionar e diversificar a produção rural do município. O primeiro foi o Dia Especial da Goiaba, realizado na Fazenda Campo Verde, em Jacundá, e o segundo encontro técnico do caqui, no Rio Seco. O próximo evento será a Oficina de Avicultura Caipira, no dia 26, também no Sítio Recanto das Águas, no Rio Seco.

“Esse convênio é uma parceria entre a prefeitura e a Fiperj para fomentar a psicultura na região, principalmente a produção de tilápia que hoje é um comércio muito favorável para os pequenos e médios produtores, por conta do seu valor de mercado. A nossa ideia é montar uma associação com os produtores, produzir filé de tilápia e vender comercialmente, tanto para a merenda escolar como para o comércio local e região. Vamos resgatar essa cultura da produção de peixe, que é uma tradição na nossa região, com assistência técnica da Emater-Rio e da Fiperj”, afirma a secretária Daniele Rodrigues.

Texto: Denilson Santos
Fotos: Galileu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *