A secretaria de Promoção Social, através do Cras e do Creas, realizou na tarde desta quarta-feira, 25, uma série de atividades na Praça Fonseca Portel como parte da Campanha Contra a Violência à Mulher.  O evento, que contou com a participação da Patrulha Maria da Penha, teve como objetivo alertar e orientar a população sobre o feminicido, que só em 2019 é responsável por 288 processos na Comarca de Rio Bonito.

“Este é um evento voltado para sensibilizar a sociedade pelos crimes cometidos contra a mulher, seja de ordem física e psicológica. Hoje nós estamos aqui nesta luta, que não pode parar. A nossa equipe tem ido a campo, tem feito buscas ativas no intuito de ouvir essas mulheres que pedem socorro”, disse a secretária municipal de Promoção Social,  Lilian Antunes

Criado neste ano, a “Patrulha Maria da Penha – Guardiões da Vida” atua na região por meio do 35º Batalhão atendendo os municípios de Itaboraí, Tanguá, Rio Bonito, Silva Jardim e Cachoeiras de Macacu.

“A gente atende todas as medidas protetivas deferidas a favor das mulheres que são vitimas de violência domestica. Este projeto começa numa esperança muito grande que a gente possa diminuir o sofrimento das mulheres”, declarou a sargento Ana Goettnauer.

O evento contou com orientações de psicólogos, assistente social e advogados,  apresentações de projetos desenvolvidos nos CRAS e apresentações de balé, zumba e ginástica.

Esta é uma das ações promovidas pela secretaria voltada para o combate à violência contra mulher. Durante todo o mês de outubro estão sendo realizadas atividades nas comunidades sedes dos CRAS como rodas de conversas com o tema empoderamento e feminicidio.

Fotos: Galileu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *