Em reunião do Gabinete de Crise de Combate ao Covid, realizada na última quinta-feira (14), o secretário de Saúde, Tetsuaki Kiuchi, revelou que o Hospital de Campanha deve ser aberto em 15 dias. Recentemente, a estrutura da unidade passou por uma vistoria da Vigilância Sanitária estadual, que recomendou alterações na estrutura. Somado a isso, a Prefeitura ainda espera o preenchimento de algumas vagas através do processo seletivo, e a chegada de mais equipamentos.

Já foram entregues 10 monitores, mas ainda são aguardados mais 6 equipamentos como esses, 20 camas elétricas e cinco respiradores. No total, a unidade contará com 15 enfermarias e cinco leitos de estabilização, que funcionarão como uma “sala vermelha”. Nesses leitos, o doente não poderá ficar internado e será encaminhado para o Hospital Regional Darcy Vargas.

De acordo com a subsecretária de Saúde, Ana Célia D’Ávila, a demora na chegada dos respiradores se deve ao fato do equipamento estar escasso e superfaturado no mercado. “É perverso o que está acontecendo. O respirador que custava 30 ou R$60 mil, compramos por R$80 mil, e ainda tivemos a proposta de R$120 mil”, revelou.

Texto: Lívia Louzada

Foto: Rogério Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *