Priorizando ajudar famílias que não foram beneficiadas com o auxílio emergencial ou não recebem o Bolsa Família, mas neste momento passam por dificuldades financeiras, a Secretaria de Promoção Social distribuiu nos meses de abril e maio, sob critérios técnicos, cestas básicas e kits de alimentação para 430 famílias de diversos bairros da cidade. E a meta é entregar mais 200 cestas somente neste mês de junho nos bairros de Rio Vermelho, Mangueira, Rio do Ouro, Parque Andréa, Prainha, Boa Esperança, Colina da Primavera, Bosque Clube, Praça Cruzeiro e Lagoa Verde. Com a intenção de estreitar a comunicação com quem precisa de auxílio, a Promoção Social está disponibilizando o número (21) 99523-8915, somente para mensagens via WhatsApp para receber informações sobre as necessidades assistenciais. O canal funciona de segunda a sexta-feira, de 08h às 17h.

As 430 famílias contempladas nos meses de abril e maio são dos bairros Jacundá, Catimbau, Sambê, Vertentes, Chavão, Prainha, Cavalo Russo, Boa Esperança, Nova Cidade, Praça Cruzeiro, Ipê, BNH, Coruja, Boqueirão, Parque das Acácias, Braçanã, Serra do Sambê, Lavras, Parque das Acácias, Cambucás.

Os critérios adotados para a distribuição dos alimentos, foi estabelecido pelos profissionais da Promoção Social, considerando indivíduos e famílias que não foram beneficiados pelo Auxílio Emergencial ou outro auxílio ou programa governamental, em situação de vulnerabilidade. Famílias numerosas em situação de vulnerabilidade social, com crianças, adolescentes, idosos ou pessoas com deficiência também foram levadas em conta. E ainda as já conhecidas famílias ou indivíduos que estão ou já estavam em situação de vulnerabilidade social.

Além da ajuda com as cestas, a equipe da Secretaria também fez atendimentos visando a população em situação de rua. Com foco neste grupo, foram feitas 28 abordagens, sendo 26 encaminhadas as suas cidades de origem, e seis ações em conjunto com a Secretaria de Saúde para imunizar essa população contra a influenza, tétano e outras doenças. Para este mês de junho, a estratégia são mais quatro ações do CREAS visando as pessoas em situação de rua, além das abordagens semanais que ocorrem periodicamente.

Informações e orientações quanto ao Auxílio Emergencial, atualização cadastral e novos cadastros do Programa Bolsa Família e do Cadastro Único, foram 2.116 atendimentos. Pessoas beneficiadas com o Auxílio e que recebem o Bolsa Família, foram 4.658 no município.

Como buscar ajuda

Durante a pandemia, todas as unidades do CREAS e do CRAS estão funcionando normalmente, de 8h às 16h, de segunda a sexta-feira. Somente o CRAS, realizou nos meses de abril e maio 816 atendimentos. “A equipe da Promoção Social tem realizado busca ativa, recebido demandas e realizado a entrega de cestas básicas àquelas famílias que sequer conseguiram receber o Auxílio. Tem sido um trabalho árduo, mas gratificante para todos nós. Quem estiver passando por dificuldade, nossos CRAS estão de portas abertas para atender a população, assim como estamos recebendo as demandas pelo WhatsApp da Secretaria de Promoção Social”, disse Vinícius Carvalho, secretário de Promoção Social.

 

Texto: Lívia Louzada

Foto: Promoção Social

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *