O Centro de Hemoterapia Dr. Edson José da Silva, na Mangueirinha, realiza uma campanha para incentivar a doação de sangue e, consequentemente, aumentar o número de bolsas de sangue que são coletadas diariamente na instituição. Mesmo com todo o trabalho de conscientização em torno da importância da doação de sangue, atualmente o estoque do município se mantém muito baixo. O Hemonúcleo está recebendo, em média, 05 pessoas por dia para doar sangue. O ideal para atender a demanda de sangue é entre 12 e 15 doadores por dia.

O Hemonúcleo de Rio Bonito, como é conhecido na cidade, completou 26 anos em abril e se tornou referência na região na coleta e distribuição de sangue para unidades de saúde conveniadas ao órgão, que fornece plasma (parte mais líquida e clara do sangue) e concentrado de hemácia (parte mais sólida e escura do sangue) para os municípios de Silva Jardim, Tanguá, Itaboraí, além de unidades locais, como o Hospital Regional Darci Vargas, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e a Clínica de Doenças Renais. Com a ajuda de doadores voluntários e outros parceiros, como igrejas, empresas, grupos que se organizam para doar, vários vidas vem sendo salvas por conta das doações.

“Estamos precisando muito dos doadores voluntários, pois cada doação pode salvar mais de uma vida. Mas é necessário que as pessoas antes de vir doar se informem se elas estão aptas e não tenha impedimento para fazer isso”, explica Diretora Administrativa da unidade, Patrícia de Azevedo.

Doador Voluntário – Para ser um doador de sangue é necessário estar bem de saúde, ter entre 18 e 69 anos. Pessoas com idade inferior a 18 anos (entre 16 e 17 anos) podem doar acompanhados do responsável ou com autorização prévia do responsável. O doador precisa pesar mais de 50 quilos e deve procurar o Centro Municipal de Hemoterapia de 2ª a 6ª feira, das 7h às 11:30. Maiores informações podem ser obtidas no Hemonúcleo, localizado na Avenida Martinho de Almeida, 222 – Mangueirinha – Rio Bonito – RJ. (Anexo ao Loyola) – Telelefone: 2734-9705. Cada doação que é feita no Hemonúcleo pode salvar mais de uma vida.

Texto: Denilson Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *