Na manhã de hoje, quinta-feira (18), profissionais da Clínica da Família, entre enfermeiros, técnicos e agentes comunitários de saúde se uniram voluntariamente para doar sangue. Dos oito agentes de saúde que estiveram no Hemonúcleo, somente seis estavam aptos a doar. Todas as pessoas que desejam se tonar um doador passam por uma avaliação e se cumprirem todos os requisitos estão liberados.

A ideia de juntar o grupo de trabalho e doar sangue, partiu do enfermeiro Jeferson Barrozo, que viu uma postagem em uma rede social, de que os estoques estavam baixos porque menos pessoas estavam doando por conta da quarentena. “Já doei sangue, inclusive para uma pessoa que precisava, pois o importante é ajudar ao próximo e poder salvar uma vida”, disse o profissional.

Para a agente comunitária de saúde, Verônica Garcia, a sensação de poder ajudar ao próximo também é uma das melhores partes do processo. “Recomendo essa sensação de poder ajudar. Sempre quis doar, mas trabalhava longe, mas agora cumprir esse dever de cidadã”, disse Verônica.

Doador Voluntário

Para ser um doador de sangue é necessário estar bem de saúde, ter entre 18 e 69 anos. Pessoas com idade inferior a 18 anos (entre 16 e 17 anos) podem doar acompanhados do responsável ou com autorização prévia do responsável. O doador precisa pesar mais de 50 quilos e deve procurar o Centro Municipal de Hemoterapia de 2ª a 6ª feira, das 7h às 11:30. Maiores informações podem ser obtidas no Hemonúcleo, localizado na Avenida Martinho de Almeida, 222 – Mangueirinha – Rio Bonito – RJ. (Anexo ao Loyola) – Telefone: 2734-9705. Cada doação que é feita no Hemonúcleo pode salvar mais de uma vida.

 

Texto: Lívia Louzada

Foto: Galileu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *