Se uma mulher que está amamentando contrair o coronavírus, ela pode continuar a amamentação? Quais os cuidados que as mães devem tomar na hora do aleitamento nesse período de pandemia? Essas e outras dúvidas muito frequentes e importantes para esse período tão delicado dos bebês, foram esclarecidas pelas profissionais da Sala de Amamentação de Rio Bonito, que funciona no Centro Pediátrico Municipal Dr. Almir Branco, no Centro. A intenção é que as mulheres fiquem bem informadas e consigam amamentar com segurança. Se ainda assim ficar alguma dúvida, podem entrar em contato com as profissionais da Sala de Amamentação através do telefone do Centro, 2734-1539.

Informações importantes sobre a amamentação e a Covid-19

1) O leite materno NÃO transmite o coronavírus. Inclusive ele é objeto de pesquisas na tentativa de desenvolver novas medicações e a vacina para conter a pandemia.

2) O maior agente transmissor é a saliva e secreções respiratórias. Assim sendo, o uso de máscara é muito importante, tanto para o portador da COVID-19, como para as pessoas não portadoras em contato com o ambiente externo a sua casa, e/ou contato com pessoas de fora.

3) Considerando as duas afirmações acima, seguem as orientações com relação a possibilidade da mãe que amamenta estar com COVID-19.

IMPORTANTE:

– Se houver a sensação de mal-estar, como gripe, e/ou falta do paladar, e/ou falta do olfato, com ou sem febre; na dúvida, use máscara para cuidar e amamentar o seu bebê.

– Não há facilidade para encontrar o diagnóstico, e cada um reage de forma diferente frente ao vírus, então, no menor sinal de gripe, use a máscara!

– Procure ajuda para os cuidados com o bebê e com você; e orientação médica.

– A mãe que desejar manter o aleitamento materno, deverá estar de acordo e seguir as medidas preventivas necessárias:

– Lavar as mãos e as mamas antes de tocar no bebê na hora da mamada;

– Usar máscara facial durante a amamentação.

– No caso da mãe não se sentir à vontade para amamentar diretamente a criança, ela poderá extrair o seu leite manualmente ou usar bombas de extração láctea, mas sempre com higiene adequada, usando máscara, mamas e mãos devidamente lavadas com água e sabão, e fazer a extração com o pote e/ou bomba extratora higienizados. Um cuidador saudável poderá oferecer o leite ao bebê por copinho, xícara ou colher, desde que esse cuidador conheça a técnica correta de uso desses utensílios, que também precisam estar higienizados.

– A Sociedade Brasileira de Pediatria, é favorável à manutenção da amamentação em mães portadoras do COVID-19, se for o desejo das mesmas. As principais publicações nesse tema, até então indicam que, como em várias outras viroses, os benefícios da amamentação superam os riscos de transmissão do COVID-19, desde que seguidas todas as orientações de higiene e proteção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *