Com o objetivo de fomentar o turismo no Brasil nesse período de pandemia, o Ministério do Turismo está oferecendo através do Fundo Geral do Turismo (Fungetur), uma linha de crédito somente para esse setor. Podem se candidatar ao crédito as empresas que atuam em atividades econômicas relacionadas ao turismo que possuírem o CadasTur. Quem ainda não é escrito no cadastro, pode fazer e requerer o financiamento. Estão disponíveis até R$ 30 milhões para as empresas do ramo turístico que se enquadrarem nos requisitos.

Além de ter o Cadastur, o Fungetur exige que as empresas apresentem regularidade fiscal mediante apresentação das seguintes certidões: Certidão Conjunta de Débitos relativos a Tributos Federais e à Dívida Ativa da União; Certidão Negativa de Débitos em Dívida Ativa do Estado; Certidão Negativa de Débitos Relativos a Tributos Estaduais; Certidão Negativa de Débitos Relativos ao ISS.

De acordo com a secretária de Cultura e Turismo, Carmen Motta, “essa é uma ótima oportunidade para os empresários locais conseguirem investimentos para seus negócios e fomentar o turismo na cidade”, disse ela.

CadasTur

O CadasTur é o sistema de cadastro de pessoas físicas e jurídicas, gratuito, que atua no setor de turismo para promover a legalização e a formalização. O programa é do Ministério do Turismo em parceria com órgãos oficiais de turismo em todo o Brasil. O cadastro é obrigatório para acampamentos turísticos, agências de turismo, meios de hospedagem, organizadoras de evento, parques temáticos, transportadoras turísticas, e guias turísticos.

Quem quiser saber mais sobre o Cadastur, basta entrar neste link: https://cadastur.turismo.gov.br/hotsite/#!/public/capa/entrar

Quem quiser saber mais sobre as condições do financiamento, acesse este link: https://www.agerio.com.br/wp-content/uploads/2020/07/AGERIO-FUNGETUR-TABELA-CONDICOES.pdf

Quem quiser saber mais sobre o crédito para o turismo do FungeTur, se informe aqui: https://www.agerio.com.br/wp-content/uploads/2020/07/AGERIO-FUNGETUR-TABELA-CONDICOES.pdf

 

Texto: Lívia Louzada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *